Suspeitos de chacina na fronteira com o Paraguai são identificados

Brasileiros foram encontrados pela polícia em uma casa nos arredores da cidade de Pedro Juan Caballero

11/10/2021 11:30:36
Reprodução

Seis brasileiros foram presos na manhã desta 2ª feira (11.out) pela Polícia Nacional do Paraguai, nos arredores da cidade de Pedro Juan Caballero. Eles são suspeitos de participarem da chacina que matou quatro pessoas no último dia 8, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

Segundo o boletim divulgado pelos agentes, os suspeitos foram identificados como: Hywulysson Foresto, Juares Alvers da Silva, Luis Fernando Armani e Silva Simões, Gabriel Veiga de Sousa, Farley José Cisto da Silva Leite Carrijo e Douglas Ribeiro Gomes. Todos foram levados para o departamento da polícia local, enquanto as autoridades brasileiras auxilia na confirmação das identidades. 

Na casa onde os suspeitos foram encontrados, os agentes apreenderam ainda três veículos, sendo um Fiat Uno cinza, um Gol branco e um Palio prata -- todos com placas brasileiras. Também foram encontradas três placas de outros veículos, celulares, jóias e 74 gramas de maconha.

A chacina, realizada na madrugada de 6ª feira (8.out) para sábado (9.out), deixou como vítimas Kaline Reinoso de Oliveira, Haylee Carolina Acevedo Yunis, filha do governador de Amambay, Rhamye Jamilly Borges de Oliveira e Osmar Vicente Álvarez. Um paraguaio de 18 anos e outra brasileira ficaram feridos. 

Segundo a polícia paraguaia, pelo menos 110 tiros de fuzis calibres 7,62 e 5,56 foram disparados pelos três pistoleiros que desceram de uma Toyota Hilux prata. O ataque aconteceu dias antes das eleições para vereadores e prefeitos no país. Em outros locais, políticos também sofreram atentados no mesmo padrão.


SBT News
Fonte:



Outras Notícias Relacionadas