DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO – NÚMERO DE CRIANÇAS DIAGNOSTICADAS COM AUTISMO CRESCE E APAE FAZ PALESTRA SOBRE O TEMA

Ainda há um longo caminho a ser percorrido

03/04/2023 07:20:12
Reprodução

No domingo, dia 2 de abril, foi o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. Como forma de celebrar a data, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Tangará da Serra, mantenedora da Escola Especial Raio de Sol, realizou na tarde de sexta-feira, dia 31, uma palestra sobre Autismo. Conforme os organizadores, o objetivo foi de trazer maior clareza quanto ao tema que tem casos diagnosticados em números elevados, e em crianças cada vez menores.

De acordo com a diretora da escola, Inês Fátima Tramontina o crescimento dos casos de crianças que chegam a unidade escolar com laudo de Autismo cresceu cerca de 80%, e por isso, causa muita preocupação.

“Hoje em dia a demanda está muito grande para quantidade de crianças que vem sendo diagnosticadas com Autismo. É um momento importante para a gente falar sobre e trazer alguns assuntos que são pertinentes para a época”,

comenta Inês ao referir que o tema não deve ser tratado somente nesse mês.

Para a diretora, ainda há um longo caminho a ser percorrido em que mais informações sobre o transtorno deverão surgir. E enquanto isso não acontece, a palestra servirá para ajudar os profissionais da escola, os pais e todos que lidam com uma pessoa que tenha o transtorno, que não é caracterizado como doença.

“É um assunto que demanda uma explanação para conhecimento de todos”,

salienta a diretora.

Convidada para falar sobre o assunto, a Neuropsicopedagoga Patrícia Muller Geraldo revelou que os diagnósticos estão acontecendo cada dia mais cedo nas crianças pelo fato de que os estudos tem avançado cada dia mais.

“Como aumentaram os estudos está mais fácil diagnosticar”,

comenta.

“O laudo, o diagnóstico não é o fim da linha, muito pelo contrário, é uma nova forma de caminhar”,

ressalta, ao lembrar que antigamente o diagnóstico somente era possível após os quatro anos e hoje com dois apenas, já há como se fazer um laudo conclusivo.

“Esse acesso ao diagnóstico mais fácil, talvez, esteja aumentando o número de casos”,

salienta a profissional.  


bemtv- sbt
Fonte: Diário da Serra Notícias



Outras Notícias Relacionadas